caletticombustiveis.com.br | Álcool sobe em SP e fica mais barato no RJ, mas só compensa em Goiás
17910
single,single-post,postid-17910,single-format-standard,gllr_caletticombustiveis.com.br,ajax_fade,page_not_loaded,,wpb-js-composer js-comp-ver-4.1.2,vc_responsive

Álcool sobe em SP e fica mais barato no RJ, mas só compensa em Goiás

slides127

Álcool sobe em SP e fica mais barato no RJ, mas só compensa em Goiás

21:46 09 janeiro in Notícias
0 Comments

ÁLCOOL SOBE EM SP E FICA MAIS BARATO NO RJ, MAS SÓ COMPENSA EM GOIÁS
publicado: 14/12/2011
Considerando todos os Estados brasileiros e o Distrito Federal, o etanol só compensa em Goiás.
O litro do etanol ficou levemente mais caro em São Paulo e está mais em conta para os motoristas do Rio de Janeiro. Mesmo assim, o combustível permanece vantajoso em relação à gasolina apenas em Goiás, segundo levantamento de preços da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) divulgado nesta segunda-feira (21).

A pesquisa de preços leva em conta os valores coletados entre os dias 13 e o último sábado (19) em cerca de 8.000 postos espalhados pelo país. Em média, o álcool manteve o preço médio de R$ 2,02 na bomba para o consumidor.

O álcool passou de R$ 1,88 para R$ 1,89 para os paulistas na semana passada – o menor preço do Brasil. Já os cariocas pagavam R$ 2,25 pelo litro há 15 dias, mas o combustível caiu para R$ 2,24, em média, na semana passada. Apesar disso, a gasolina leva vantagem nos dois Estados, aponta a pesquisa.

Considerando todos os Estados brasileiros e o Distrito Federal, o etanol só compensa em Goiás. O litro custa, em média, R$ 1,95 nos postos goianos, enquanto a gasolina sai por volta de R$ 2,86. Isso quer dizer que o álcool custa 68% do preço da gasolina, o que torna o primeiro vantajoso.

O uso do etanol deixa de ser vantajoso em relação à gasolina quando o preço ultrapassa 70% do valor da gasolina. A vantagem é calculada considerando que o poder calorífico do motor ao etanol é de 70% do poder dos motores a gasolina.

Em outras palavras, basta dividir o preço do álcool pelo da gasolina. Se o número for maior que 0,7, compensa a gasolina. Se for menor, melhor abastecer com álcool.

No Tocantins, o motorista pode escolher tanto o álcool como a gasolina já que a relação de preços está exatamente na casa de 70%.

Gasolina

Com exceção de Tocantins e Goiás, o motorista deve escolher a gasolina na hora de abastecer se quiser economizar. Em Pernambuco, o consumidor paga, em média, R$ 2,61 pelo litro e, no Rio Grande do Sul, o valor médio é de R$ 2,82 nos postos. Em Minas Gerais, a gasolina está perto disso: R$ 2,83.

Fonte: R7